sexta-feira, 27 de abril de 2012

27 de Abril - dia das Deusas Meninas

Celebração do Dia das Crianças na Islândia, comemorando as Deusas Meninas, filhas da deusa Madder-akka. Esta tríade de deusas - Sar-akka, Juks-akka e Uks-akka - ajudava a abertura do útero e da pélvis ao se iniciar o trabalho de parto.
A parturiente devia comer um mingau de aveia e beber conhaque, enquanto as mulheres da família rachavam lenha, invocando a ajuda das deusas com preces e cantos.

copiado de Teia de Thea

Em um ambiente hostil em que um parto nem sempre é esperado, o povo da Lapônia (também conhecido como a região Sami da Noruega, Finlândia, Suécia e Rússia) precisava de toda a ajuda que pudesse conseguir.
A sobrevivência da criança durante e após o nascimento significa que essas pessoas poderiam continuar e sobreviver como tribo atraves das gerações futuras.
Esse povo ora por auxílio para a deusa mãe pedindo ajuda e orientação.
Na esfera das lendas pré-cristãs da mitologia finlandêsa, o povo foi criado a partir de  Madder-Akka e seu marido Madder-Atcha.
Madder-Atcha criou a alma da criança enquanto Madder-Akka criou o corpo.
Em muitos aspectos, eles foram os criadores da humanidade.
 
De acordo com relatos do mito, Madder-Akka (Akka traduzido significa "mulher") e Madder-Atcha colocaram a criança que eles fizeram no ventre de sua mãe terrena.
Depois, as suas três filhas, Sarakka, Juksakka e Uksakka, assumiram vários papéis de "criar" o bebê, que começou durante a procriação e continuou até o nascimento da criança.
Sarakka apoiou a mulher durante o parto;
Juksakka cuidava dos interesses da criança recém-nascida, e
Uksakka (que vivia no subsolo). assegurava o sexo do bebê, especialmente se isso significasse mudar o sexo de feminino para masculino
 
Madder Akka ainda se  envolvia no processo.
Com as filhas, as quatro inspiravam as mães terrenas e pais na escolha do nome de seu filho.

Madder-Akka pertencia ao grupo de divindades conhecidas como Akka.
Na mitologia finlandesa, Akka era tradicionalmente um espírito feminino.
O culto da Akka era comum, e tomou a forma de sacrifícios, orações e rituais diversos.

copiado de http://www.helium.com/
tradução Mirhyam


Juksakka, a mulher do arco que vigia o desenvolvimento da criança desde a concepção até a primeira infância.

 


Uksakka  ajudava na hora do parto, a mulher da passagem e aquela que dá aos seres humanos seu gênero (feminino ou masculino).






 Sarakka auxiliava a mulher no parto, para que a separação seja mais fácil e era considerada uma divindade das mulheres em um sentido mais geral, auxiliando-as nos  assuntos femininos, como menstruação,
fertilidade, amor, sexualidade, gravidez e parto.



copiado de http://www.historicalbaggage.com/baggage
tradução Mirhyam


Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Doando as unidades que ainda possuo! - Ana Maria Braga mostra a que ela possui!!

pesquise aqui os assuntos que procura!!!

Quem sou eu

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...