quarta-feira, 8 de junho de 2016

Minhas terapias holísticas e meu site terapêutico!!










Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!! Luz e Paz em sua caminhada! Mirhyam

Mes de JUNHO

Mes de JUNHO
Originalmente, o nome deste mês era Junonius, em homenagem a Juno, a deusa romana padroeira dos casamentos e das mulheres,
Equivalente à deusa grega Hera, Juno era invocada nos momentos para garantir a felicidade duradoura por seu aspecto de padroeira e protetora
das funções e atributos femininos.
Por isso, antigamente, as mulheres procuravam casar neste mês.
Os nomes antigos deste mês eram Meitheamh
para os irlandeses, Aerra Litha para os anglo-saxões e Brachmonath para os nórdicos.
No calendário sagrado druídico, a letra Ogham correspondente é Tinne e a planta sagrada é o azevinho.
O lema do mês é energia e poder de decisão para enfrentar problemas e obstáculos".
As pedras sagradas deste mês são a ágata, a pedra da lua, a alexandrita e a pérola.
As deusas regentes são Juno, Carna, Cardea, Danu, Vesta, Anahita, Epona, Cerridwen e Kupalo.
copiado de Anuário da Grande mãe de Mirella Faur





Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!! Luz e Paz em sua caminhada! Mirhyam

Artes da Blessed

Artes da Blessed abençoando e conectando o Espaço d'Luz e Paz com todas as deusas e deuses!



da esquerda para a direita , de cima para baixo: 

Ártemis, Hécate, Perséfone, Greenman, Héstia, Ísis, Apolo, Hera(caída) Danu, Brigit.
Deméter, Freya, Deusa-mãe, Cernunnos, Sagrado Feminino, Gaia, Dagda, Athena, Eostre, Afrodite.
Exu, Pombagira, Oxumaré, Oxum, Oxalá, Yemanjá, Oxóssi, Nanâ, Obaluaiê, Ogum, Egunitá, Xangô e Iansã.


Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!! Luz e Paz em sua caminhada! Mirhyam

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Ecobag recheada!!

Ecobag recheada com calendário mágico permanente (atemporal), por R$20,00 - envio para todo o Brasil.





terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Amaterasu

Deusa Amaterasu - fiz sob encomenda.

Se quiser alguma deusa específica, entre em contato que confecciono pra você!!





meu e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br

Gratidão por estar visitando meu blog!!

Volte sempre!!

 Luz e Paz em sua caminhada!

 Mirhyam

Freya

Honrando Freya ... ainda é sexta... A mais nova deusinha 

da Blessed Arte Magica


Da mesma forma que Hécate, Freya ensinou as artes mágicas às mulheres e era a padroeira das magas e das profetisas (völvas e seidhkonas). 

Era casada com Odr, mas, em razão de seu desaparecimento por alguns meses do ano, Freya chora lágrimas de âmbar e ouro, procura-o e lamenta sua ausência.

É aficionada por ouro e jóias. Freyja usa o famoso colar Brisingamen

Conduz nos céus a carruagem conduzida por gatos.

Freya tanto era guerreira, quanto sedutora, e usava a magia ou a astúcia para atingir seus objetivos.

Possui habilidades mágicas sobre a morte e renascimento (ou retorno) de seus amados. 

Freya e Odim são adúlteros e ardilosos, viajam metamorfoseados entre os mundos e recebem as almas dos guerreiros mortos em seus salões.

Como Vanadis, Freya era a regente das Disir, que personificavam aspectos das forças da natureza (sol, chuva, fertilidade, abundância e proteção) e eram as matriarcas ancestrais das tribos, reverenciadas com o festival anual Disirblot, na noite de 31 de outubro.

Epíteto: Hörn, “A fiandeira”, regente do linho;

Atributos: representação da feminilidade, do amor, do erotismo da vida, da prosperidade e do bem-estar.

Elementos: fogo, água e terra.

Animais totêmicos: gato, falcão, porca, lince, felinos, cisne, cuco, aves de rapina, doninha, javali (considerado a metamorfose do seu amante Ottar), joaninha (”lady’s bug“).

Cores: dourado, verde, vermelho-escuro.
Árvore: sabugueiro, giesta, maciera, cerejeira, sorveira, tília.
Plantas: avenca, catnip (espécie de valeriana), lady’s slipper (”sapato-de-vênus”), rosa vermelha, lágrimas-de-nossa-senhora, madrágora, verbena.

Pedras: âmbar, olho-de-gato e de falcão, pedra-de-sol, esmeralda, calcopirita, granada, safira, azeviche (chamado de “âmbar negro”).

Metais: ouro, cobre.

Dia da semana: sexta-feira (Freitag ou Friday, dia de Freya). Este dia consagrado a Freya pode ser utilizado para trabalhos de amor, sexo e magia.

Símbolos: o colar mágico Brisingamen, o manto de penas de falcão, as luvas de pele de gato, gnomos, carruagem solar, o ciclo das estações (símbolo da busca por seu marido Odr), jóias (de ouro e âmbar), mel, veludo, linho, seda, formas de coração, caldeirão, as estrelas Vega e Spica.

Deusa da magia e adivinhação, Freya ensinou os segredos das runas ao Deus Odin e foi quem iniciou os Deuses nas Artes Mágicas.


Freya é uma Deusa extremamente poderosa.

Filha de Njörd (Deus do Mar) e de Skadi (Senhora dos Invernos e Caçadora das Montanhas), ela é também protetora do matrimônio e dos recém-nascidos. 

Ela é uma Deusa Tríplice, uma Deusa de grande beleza, força e poder.

A sexualidade e o amor são fortemente regidos por ela.



mais informações, através do e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br


Gratidão por estar visitando meu blog!! 

Volte sempre!! 

 Luz e Paz em sua caminhada,

Mirhyam

Boneca com duas face





com 2 faces - feliz ou triste.


Podendo fazer também boneco - para os meninos

50 cms de aconchego, demonstrando seu estado emocional!
Somente por encomenda - R$44,00
 + envio por depósito antecipado


Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!! Luz e Paz em sua caminhada! Mirhyam


Perséfone

De acordo com o mito antigo, no dia do Equinócio de Outono, Hades (o deus grego do Submundo) encontrou-se com Perséfone, que colhia flores. 

Ficou tão encantado com sua beleza jovem que, instantaneamente, se apaixonou por ela, agarrou-a, raptou-a e levou-a em sua carruagem para a escuridão do seu reino a fim de governar eternamente ao seu lado como sua imortal Rainha do Submundo. 






minha deusinha ( Blessed Arte Magica )

Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!! Luz e Paz em sua caminhada! Mirhyam

Sagrado Feminino e livro Colcha de Retalhos

Deusa do Sagrado Feminino - Deusa que confeccionei para o 1º  Encontro Mundial de Círculos de Mulheres que aconteceu sábado (27-09-2014). 
Honrando o Ventre e a Deusa. (Deusa somente por encomenda - valor R$53,00+ envio)
Deusa do Sagrado Feminino
Deusa do Sagrado Feminino e minha participação no livro!!
 



E o livro foi lançado nesse dia - Eu participei com um "retalhinho" dessa "Uma Colcha de Retalhos" de Soraya Mariani contando as minhas vivências no Círculo de Mulheres da Cirandda da Lua - Irmandarte de Afrodite... Emoticon heart






Honrada em ser uma das tecelãs colaborando com um singelo retalho dos que teceram 
UMA COLCHA DE RETALHOS !! (com as 13 matriarquinhas (dentro da tartaruga) e a representação da Blessed, do Sagrado Feminino, tecida especialmente para o Encontro.


A magia da Deusa e do Sagrado Feminino transmutaram-se no ventre curativo e acolhedor, que transformou 408 mulheres durante esse dia lindo de Irmandade e reverência à Ela!! Gratidão Soraya Mariani pela concretização do sonho, Gratidão Mirella Faur pela sua benção e amor! Gratidão Deusa amada por ser Tua filha e estar com tantas irmãs!!



Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!! Luz e Paz em sua caminhada! Mirhyam


Deusa do Sagrado Feminino

Deusa que confeccionei para o 1º  Encontro Mundial de Círculos de Mulheres que aconteceu sábado (27-09-2014). 

Honrando o Ventre e a Deusa. 




Dimensões: 35cm de altura x 20 de largura

Somente por encomenda:  R$53,00 +envio

Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!! Luz e Paz em sua caminhada! Mirhyam

1º Encontro Mundial de Círculos de Mulheres

Participação especial das deusinhas da Blessed no 1 Encontro Mundial de Círculos de Mulheres que aconteceu no sábado - dia 27-09-2014 










Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!! Luz e Paz em sua caminhada! Mirhyam

O CAMINHO MÁGICO

Esse caminho é baseado na Vida, no Amor e na Liberdade com responsabilidade.
É uma crença que antecede o Cristianismo e não se opõe em momento algum aos ensinamentos de Jesus. 
Que reverência a Deusa e o Deus (opostos e complementares que geram a Vida) e os deuses antigos de diversos panteões (celta, grego, romano etc).
Que propõe entrar em harmonia com a Natureza, praticando rituais ou celebrações, em grupos ou solitariamente, seguindo as estações do ano, respeitando e cuidando do planeta.

Começando do início...

Os povos da Antigüidade (na Era Paleolítica) acreditavam que as mulheres não concebiam pelo ato sexual e sim ao deitar-se sob o luar.
Ela representava a base da fertilidade, dessa forma a Lua e o corpo feminino eram reverenciados como foco de força divina: doadora da vida.

A Deusa Tríplice apresenta as suas três faces (como a Lua): a donzela (Lua crescente), a mãe (Lua Cheia) e a anciã (Lua minguante).
É dela o útero germinador de tudo que tem vida neste mundo.
Ela é a Lua que brilha todas as noites, trazendo o aconchego, o sustento, a dedicação e força aos seres humanos. A Grande Mãe é a verdade, a beleza da natureza, a força na fertilidade, o nosso lado suave e sensitivo.

O Deus é aquele que semeia o útero da Grande Deusa.
Ele é o Sol que ilumina a cada dia.
Na representação do masculino simboliza a Força, a Determinação, a sabedoria, e proteção. Ele representa a razão e a direção de nossa caminhada.
Esse Deus recebeu o nome de Cornífero ou Cernunnos, sendo representado pelos chifres, símbolo de sua virilidade e fertilidade.
Juntos, Deusa e Deus nos dão vida.
São duas forças opostas que se unem gerando apenas uma.
O retorno a esses ensinamentos antigos traz novamente a simplicidade da conexão com a Natureza e com a Divindade.
A magia não é só é acender velas coloridas, fazer algum feitiço ou ritual.
Mas também é gerar um filho, acordar diariamente saudando a Natureza, amar aquilo que faz, trabalhar, cozinhar, viver.
Este é o verdadeiro sentido te ter uma vida mágica:
Todos têm o direito à felicidade plena.

Acreditando que toda religião ou filosofia é certa a cada pessoa, em cada momento, em cada aprendizado.
Assim não se deve julgar, percebendo que o certo e o errado não existem, mas que o mais importante é o que funciona ou não para cada um.
A cada um segundo as suas obras, suas escolhas, suas diversidades e individualidades.
Cada um deve buscar conhecer-se e conhecer a sabedoria do Universo, para evoluir junto à sua espiritualidade e materialidade.
Entendendo as Leis Universais e utilizando-as a favor do desenvolvimento, onde cada um, praticando o seu melhor, estará contribuindo para sua evolução e evolução do mundo.

Agradecimento - A terapeuta holística Mirhyam Conde Canto escreve periodicamente no site da Ana Maria Braga. E você também pode entrar em contato com ela, por meio do blog www.mirhyamcanto.blogspot.com, e-mail mirhyamcanto@uol.com.br ou telefones (11) 2296-9255 ou (11) 98489-3858.
Texto publicado em http://anamariabraga.globo.com/canais/Zen/o-caminho-magico.html


Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!! Luz e Paz em sua caminhada! Mirhyam

MAGIA


No passado, o mago era um personagem importante dentro do reino, aconselhava o rei através de seus oráculos e cuidava do povo com suas ervas mágicas. 
Explorava e estudava a Natureza, utilizando sempre de seus recursos.
Entender a magia é compreender e aceitar que não temos o controle de todas as situações e que apesar de não estarmos conscientes, da presença invisível ao nosso redor, o Universo conspira sempre a nosso favor, encaminhando de forma imperceptível os nossos passos.
Quando deixamos um pouco de lado a razão e ouvimos o nosso coração, através da intuição, caminhamos pela estrada de forma suave e alegre, reparando não só nas pedras do caminho, mas também na borboleta que pousa na flor, no raio de Sol que incide sobre a poça d'água.
Percebemos que o Encantamento está na Natureza, e que fazemos parte dela...
Agradecendo a dádiva do ar que respiramos, o calor do nosso corpo, a firmeza de nossos ossos e a fluidez da lágrima que cai.
Procurar estudar magia foi, para mim, uma forma de re-encantar a vida, aceitando como uma criança, a benção de acreditar em fadas, e viver as pequenas emoções do dia a dia em harmonia com o coração.
Conversando com a Lua Cheia, saudando o Sol em cada manhã, plantando um jardim, sentindo a vida e não simplesmente passando por ela.
Dessa forma sentindo a Liberdade para sonhar, buscar e acreditar em coisas que poderiam ser tidas como bobas, mas que o coração sabe... que são mágicas.
O primeiro insight realmente forte sobre esse caminho mágico aconteceu na leitura de "Brumas de Avalon", tudo aquilo me parecia muito real, eram verdades antigas que voltavam... as Sacerdotisas, os estudos...
Então começou a minha busca tímida por revistas e informações... mais adiante, com a internet, vieram longas e abençoadas pesquisas, até que participei de cursos.
Percebi que sou uma alma "buscadora", sempre querendo aprender mais, livre para voar de um lugar a outro, contribuindo na medida de minhas possibilidades e aprendendo um pouco mais.
Não sou professora, nem pretendo ser. Existem muitos profissionais gabaritados que podem ensinar muito, livros, pesquisas na internet que também esclarecem muito sobre wicca, magia natural, neo-paganismo, xamanismo e bruxaria.
Aqui, simplesmente abro meu coração, para que, como eu, você também possa ter a coragem de buscar a sua verdadeira essência.
Afinal, somos livres para escolher nossos caminhos, estudos e comportamentos, respeitando-se e respeitando o outro.


Seguindo sempre duas leis da Magia:


1ª - "Faça tudo aquilo que quiser desde que não prejudique nada nem a ninguém!!!"; e
2ª - "Tudo que faz retorna três vezes para ti".

Por essa razão, faço tudo com muita dedicação, amor e respeito.

A partir de hoje, você vai poder entrar e se encantar com o mundo da magia por meio dos textos e explicações da terapeuta holística Mirhyam Conde Canto que serão publicados periodicamente no site da Ana Maria Braga.
E você também pode entrar em contato com ela, por meio do blogwww.mirhyamcanto.blogspot.com, e-mail mirhyamcanto@uol.com.br ou telefones (11) 2296-9255 ou (11) 98489-3858.
Texto publicado em http://anamariabraga.globo.com/canais/Zen/magia-2.html


Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!! Luz e Paz em sua caminhada! Mirhyam

SABBATS

Os povos primitivos baseavam sua cultura na própria Natureza e as mudanças eram percebidas e celebradas.
Os rituais eram formas de conexão com a espiritualidade, e por danças, cantos e reflexões, o homem se ligavam às divindades, agradecendo pela colheita, fazendo pedidos e vivenciando simbolicamente os ciclos naturais. Isto indica a grande dependência que os homens têm em relação a Terra, ao Sol e à Lua, e os efeitos das estações em nossa vida.
Num eterno ciclo de nascimento, morte e renascimento, representado pelo também eterno romance entre a Natureza (Deusa) e o Sol (Deus).
Através dessa simbologia tão singela, as estações do ano e as mudanças climáticas eram reconhecidas e respeitadas.
Para os povos que dependiam das colheitas para seu sustento, o ponto principal deste ciclo místico é a produção de alimentos por meio da união entre o Deus e a Deusa.
Denominada como a Roda do Ano, a celebração de cada Sabbat (ou Festival) é uma experiência espiritual intensa e sublime que permite-nos permanecer em equilíbrio harmonioso com as forças da Mãe Natureza.

Yule - Deusa, estandarte de mesa e
altar de bolsa da Blessed
Yule - deusa Mãe e Deus da promessa
artesanato Blessed



A Roda do ciclo anual possui oito datas de celebrações especiais que são denominadas sabbat (ou Festivais) que tem por objetivo sincronizar a nossa energia com as Estações do Ano, ou seja, com os ciclos do Planeta terra e do Universo.
Ela descreve o caminho do Sol durante o ano, representando as várias fases do Deus: seu nascimento, crescimento, união com a Deusa, e, finalmente, seu declínio e morte.
Da mesma forma que o Sol nasce e se põe todos os dias, e da mesma forma que a Primavera faz a Terra renascer após o Inverno, o Deus nos ensina que a Morte é apenas um ponto no ciclo infinito de nossa evolução para podermos renascer do Útero da Mãe.
Nesses festivais, celebramos a Natureza, dançando, cantando, consumindo alimentos da época, agradecendo, relembrando e honrando deidades da Antiguidade.
Os Sabbats, também conhecidos como a "Grande Roda Solar do Ano", têm sido celebrados sob formas diferentes por quase todas as culturas no mundo.
São conhecidos sob vários nomes e aparecem com freqüência na mitologia.
Tudo o que é dito no mito da Roda do Ano é um reflexo do que acontece na Natureza, tanto em humanos quanto em animais ou plantas.
É a famosa frase: Tanto em cima quanto embaixo. Ou seja: o que acontece na Natureza acontece conosco...
A partir da época em que estamos, seguem as próximas celebrações:

Yule ou Solstício de Inverno (21 de junho): onde na noite mais longa do ano, percebemos o quão conectados estamos com a Deusa e o seu filho que nasce (o retorno do Sol).
Na Natureza, a terra está em período de repouso.
Os animais hibernam, é tempo de quietude...
Em nós, é tempo de reflexão, introspecção, acalentar novas esperanças, idealizar projetos.
A escuridão nos remete ao renascimento de todas as coisas, inclusive de nossas próprias atitudes e sentimentos.
Imbolc - Estandarte de mesa da Blessed
 
Imbolc - Deusa Brigit da Blessed

Imbolc - Altar de bolsa da Blessed

   Imbolc ou Candlemas (1° de agosto): a Deusa após o período de resguardo do parto, aparece como a Mãe nutridora O Deus (Sol) está lentamente aumentando sua força a cada dia... Na Natureza, os dias vão ficando mais longos e o frio vai diminuindo, dando lugar a um Sol meio tímido . 
 A terra sob nossos pés acolhe a semente. Vamos "acordando" do sono do Inverno, querendo sair mais, estar em contato com os outros, respirando o ar menos gelado.


Ostara

Ostara

Ostara (21 de setembro): o Deus (Sol) cresceu, tornando-se um jovem adulto.
Ele está passando pela puberdade e suas forças são refletidas na vitalidade e no crescimento das plantas.
Ele está crescendo novamente.
A Deusa é agora uma bonita Virgem da Primavera, jovem, donzela dos novos ventos e esperanças que cobre a terra com seu manto de fertilidade; despertada de Seu repouso, enquanto o Deus se desenvolve e amadurece.
Ele caminha pelos campos a verdejar, e delicia-se com a abundância da natureza.
Na Natureza acontece uma explosão de cores, de flores, de energia e vitalidade.
Em nós, este é um período de iniciar, de agir, de plantar para ganhos futuros, e de cuidar dos jardins.
Beltane - Estandarte de mesa Blessed
Beltane - Deusa Dana e deus Cernunnos da Blessed
Beltane - Estandarte de mesa Blessed

Beltane (31 de outubro): marca a chegada da virilidade dos jovens Deuses. 

Ele inicia sua despedida. Agitados pelas energias em ação na natureza, os dois jovens (o Deus e a Deusa) se apaixonam: O calor (Deus-Sol) fertiliza a terra (a Deusa), fazendo com que as sementes germinem e brotem.
Deus e Deusa deitam-se entre a relva e os botões de flores, e se unem.
A Deusa fica grávida do Deus.
A Natureza transborda vida.
Em nossos corações é tempo de retorno da vitalidade, da paixão e da consumação das esperanças; momento de nos mostrarmos e anunciarmos a que viemos.

Litha - estandarte de mesa da Blessed

Litha - Estandarte de mesa e Altar de bolsa da Blessed

Litha ou Solstício de Verão (21 de dezembro): momento em que o poder do Sol chega ao seu ápice, onde o poder da luz se encontra acima da escuridão, garantindo poder e proteção. Ele é um adulto e tornou-se Pai (dos grãos), devido a sua união com a Deusa em Beltane. Nesse instante o Sol transforma as forças da destruição com a luz do amor e da verdade.
As flores, as folhagens e os gramados encontram-se em abundância na Natureza.
É o dia mais longo do ano.
Em toda a plenitude e poder, o Sol traz o calor do Verão e a promessa total de fertilização do solo, dos grãos, para que haja uma colheita farta e abundante.
Nesse período celebramos a abundância, a luz, a alegria, o calor e o brilho da vida.
Animais crescem livres e sabem que os raios protetores do Sol irão prover suas necessidades.


Lammas - Deusa Deméter e Greenman da Blessed

Lammas ou Lughnasadh, o meio do verão (2 de fevereiro)
: Marca o início da decadência do Deus. 
É a época da primeira colheita, quando as plantas da primavera murcham e derrubam seus frutos ou sementes para garantir nosso consumo e para assegurar futuras safras.
O verão está mais ameno; podemos sentir isso no alaranjado do céu, na sensação de "fim de férias" e a volta aos afazeres tradicionais.
Nós vamos percebendo a mudança de atitudes, a fase das férias acabou e a tranqüilidade e rotina voltam a nossas vidas.
Não só o Sol começa a enfraquecer, mas todos nós vamos ficando mais introspectivos à medida que o outono vai se aproximando.



Mabon ou Equinócio de Outono (21 de março): o Deus se prepara para abandonar Seu corpo físico e iniciar a grande aventura rumo ao desconhecido, em direção à renovação e ao renascimento em Yule pela Deusa.
Na Natureza acontece o término da colheita iniciada em Lammas.
Mais uma vez o dia e a noite tem a mesma duração, equilibrados.
Nós também ajustamos o nosso movimento interno, equilibrando atitudes.


Samhain - altar de bolsa e Estandarte de mesa da Blessed

Samhain - Estandarte de mesa Blessed

Samhain (1 de maio): A Deusa chora diante da morte do Deus, mesmo sentindo o fogo que queima dentro de Seu útero.
Ela sabe que é um adeus temporário.
Ele não está envolto em trevas eternas, mas prepara-se para renascer novamente através dela em Yule e re-iniciar o ciclo...
A natureza retrocede, recolhe sua fartura, preparando-se para o inverno e seu período de repouso. Nós ficamos mais friorentos, pensativos, reflexivos...
É tempo de aquietar a mente e o coração...

Até que Yule retorne...
Dessa forma alegórica e muito singela, comemoramos cada mudança de estação, percebendo a Natureza e percebendo a nós mesmos, conhecendo um pouco mais sobre esse grande mistério que é a vida.
E quanta "magia" ela contém...

Agradecimento - A terapeuta holística Mirhyam Conde Canto escreve periodicamente no site da Ana Maria Braga. E você também pode entrar em contato com ela, por meio do blog www.mirhyamcanto.blogspot.com, e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br ou telefones (11) 2296-9255 ou (11) 98489-3858.
Texto publicado em http://anamariabraga.globo.com/canais/Zen/sabbats.html
 Gratidão por estar visitando meu blog!! 

Volte sempre!! 

 Luz e Paz em sua caminhada! 

 Mirhyam

CAUSA E EFEITO

Sintonize-se com a Natureza e use os elementos ao seu favor

O modo mágico de pensar baseia-se na ligação com a Natureza e na espiritualidade que é compreendida pelo fato de que tudo que foi criado possui uma "centelha divina".
Somos individualidades que ao longo da jornada adquire conhecimento e experiência, evoluindo e retornando à Fonte de Todas as Coisas (Deus(a)).
Uma das principais leis da criação é a Lei da Causa e Efeito, que serve para manter tudo em um equilibrado movimento.

Tudo o que fizer repercutirá com um movimento de retorno.

Assim pese muito bem seus pensamentos, sentimentos e atitudes, porque o reflexo de cada ação retorna (triplicado - segundo a magia) para você!

Segundo várias crenças antigas, a alma pode encarnar fisicamente muitas vezes (reencarnação), aprendendo, corrigindo imperfeições até se tornar um ser perfeito e livre do Ciclo do Renascimento (Roda de Sansara).

Através de muitas existências, a criatura é modelada e aprimorada para que possa ser útil nos Mundos Invisíveis superiores nos quais um dia habitará.

Nos "bastidores" da vida física habitam outras forças que compõem e dão vida ao planeta.

Existem quatro "Reinos": Mineral, Vegetal, Animal e Humano, cada um tendo um papel importantíssimo e também sendo a expressão da Divindade.
Todos constituídos dos elementos essenciais: Terra, Ar, Fogo e Água.
Esses elementos constituem Forças ou Reinos com seus habitantes evoluindo como entidades conscientes diferentes do ser humano.
Os seres desses reinos são chamados de Elementais.
Aos elementais da Terra deram o nome de "Gnomos"; aos elementais do elemento Ar de "Silfos"; aos elementais do Fogo, "Salamandras"; e aos elementais da Água, "Ondinas".

Os quatro elementos

Água

Nos mares, nos rios, nas corredeiras, nas cachoeiras, nas nossas veias, correm fluídos de vida e de força.
A Água é a Senhora das emoções, purificando, renovando, estimulando a intuição e ajudando a expressar os sentimentos com mais facilidade, trazendo a fluidez, fazendo-nos seguir no fluxo da vida.
Através dela todo nosso corpo libera os medos, as tristezas e as alegrias.
Ela é responsável por purificar os corpos e é também o sêmen quando cai sobre a terra fertilizando-a.
Sem ela não sobreviveríamos, sem ela não teríamos vida.

Terra

Nos campos, nas florestas, nas montanhas, no nosso corpo, representada pelos ossos, sentimos a força da Mãe Terra.
Nela reside a força que nos sustenta e alimenta.
A terra possui tudo que o homem precisa para viver.
Utilizamos o elemento terra quando queremos invocar a força da vida, o ímpeto da realização, a segurança, a determinação, as conquistas materiais, a saúde e ao trabalho.

Fogo 

No Sol, nas estrelas, nas fogueiras ou nas brasas, na temperatura corporal, em nosso coração... sentimos a luz da vida.
O fogo é o elemento das transmutações, das transformações, do movimento rápido.
Sua força luminosa indica o caminho que deve ser seguido por aquele que conhece os ensinamentos do Universo.
O fogo é a chama que, acesa dentro de nós, faz brilhar nossa aura e nossos olhos, revelando a força de nosso espírito.
Utilizado quando queremos trabalhar as mudanças, proporcionar mais entusiasmo e otimismo, para pôr em prática seus objetivos, aumentar também a criatividade e o bom humor.
O fogo também auxilia no processo de limpeza, incinerando o velho cedendo lugar ao novo.

Ar

Nos ventos, nas brisas, na nossa respiração... sentimos o sopro de vida.
Ao nascer, nós iniciamos o processo vital da respiração: inspirar e expirar, onde a troca e interação do nosso interior com o exterior acontece a todo momento.
O ar é necessário para desenvolver a inteligência, o lado racional, a memória e a capacidade de comunicação verbal e corporal.

Todas as formas de vida (visíveis e invisíveis) são respeitadas na magia, pois tudo possui importância.
A diferença é que as coisas estão em vários níveis de evolução dentro da Criação.
Os humanos não são mais importantes do que os animais, que não são mais importantes do que as plantas e assim por diante.

Vida é vida, não importa qual forma física ela adote em um determinado tempo.

Todos somos parte da mesma Criação e tudo nos conecta e nos une.

A Natureza é considerada a Grande Mestra.
As leis da Natureza são reflexos das Leis Divinas que operam numa dimensão acima e numa abaixo da natureza física.
Assim, os antigos diziam a frase "assim na terra como no céu".
Ao estudar a Natureza, quanto mais nos sintonizamos, mais nos tornamos iguais a ela e fica mais fácil compreende-la e utilizar de seus elementos em a nosso favor.

Agradecimento - A terapeuta holística Mirhyam Conde Canto escreve periodicamente no site da Ana Maria Braga. E você também pode entrar em contato com ela, por meio do blog www.mirhyamcanto.blogspot.com, e-mail mirhyamcanto@uol.com.br ou telefones (11) 2296-9255 ou (11)98489-3858.

texto publicado em http://anamariabraga.globo.com/canais/Zen/causa-e-efeito.html

Gratidão por estar visitando meu blog!! Volte sempre!! Luz e Paz em sua caminhada! Mirhyam

Doando as unidades que ainda possuo! - Ana Maria Braga mostra a que ela possui!!

pesquise aqui os assuntos que procura!!!

Carregando...

Quem sou eu

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...