quarta-feira, 29 de junho de 2011

Rainha da Morte -

Pantheon: país das fadas
Elemento: Terra
Esfera de influência: Renovação e Infertilidade
Cores preferidas: Preto, Verde,
Animais associados: Corvo ou Abutre
Melhor dia para trabalhar: quarta-feira
Mais forte em torno da época de Yule
Ofertas adequadas: Vervain
Planeta
s Associados: Mercúrio, Plutão

A bruxa é o aspecto da velha deusa tripla na tradição do país das fadas.  
Ela representa o Espírito da Noite, a Terra no inverno.  
Como seu parceiro o rei do inverno, ela está mais andrógina do que sua contraparte de verão.  
Ela é descrita como uma velha em um manto negro com capuz, com cabelos  e pele  branca.  
Coroada com nove estrelas azuis, ela carrega uma foice de prata.  
Ela também é chamada de Anna ou Annys, e  Rainha dos Mortos.  
Ela é o espírito da noite e da terra que permanece dormente durante os meses escuros do inverno.  
Seu reino é o reino dos mortos.


tradução do site Pagan News para o dia 29 de junho

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Altar de bolsa da Blessed



Mais uma novidade da Blessed! Altar de bolsa!

Leve sempre consigo os 4 elementos, a Deusa, o Deus e faça sua prática magica onde estiver!!

Pequeno, simples e útil!! Adquira o seu!!
 
Através de depósito antecipado = R$15,00 + envio

ou pelo PagSeguro = R$17,00+envio











terça-feira, 14 de junho de 2011

Chaveiros dos Orixás - mais uma arte da Blessed

a proteção ao alcance de suas mãos!!

Pombagira e Exu

Pombagira, Egunitá, Iemanjá, Iansã, Oxum e Nanã
Adicionar legenda
 Compre seu protetor e conecte-se com a energia de cada orixá!!!

Artesanato consagrado!!!!

Envie um e-mail para mirhyamcanto@uol.com.br listando de quais orixás você quer possuir o chaveiro!!

Cada chaveiro valor de R$ 8,00 + envio por depósito antecipado ou

valor de R$10,00 através do Pagseguro
















Ogum, Oxossi, Obaluaiê, Oxalá, Xangô, Exu e Sr. Zé Pilintra

Oxum


Congá com os chaveirinhos Blessed




Deus Cernunnos

Cernunnos é, com toda a probabilidade, a mais antiga divindade de seu panteão.
Há sinais, inclusive, de que ele seja anterior às invasões celtas.
Não podemos esquecer que, se boa parte da Europa foi colonizada por sua cultura, as zonas por eles controladas já estavam ocupadas por outros povos com os quais por força tiveram de fundir-se para subsistir, não havendo motivo para que suas crenças fossem aniquiladas.
Independentemente de sua origem, Cernunnos, o deus de chifres, desempenha uma função importante não só por se tratar do Senhor dos Animais — domésticos ou selvagens —, mas também da Fertilidade e da Abundância — regulando as colheitas dos grãos e das frutas.
Posteriormente, foi considerado também o deus do dinheiro.

Os deuses com chifres são sempre identificados como entidades de sabedoria e de poder.
Na Antigüidade, tais protuberâncias cefálicas podiam ser levadas apenas pelos mais viris, e não no sentido em que são entendidas vulgarmente nos dias de hoje, como indivíduos muito fortes e agressivos, mas no da própria etimologia latina.
Um tipo viril era um homem com todas as letras, dotado de todas as qualidades presumíveis, mas demonstradas apenas por indivíduos reais: valor, honra, masculinidade, entre outros.
Os chifres mostravam, além de tudo isso, que esse individuo desfrutava de sabedoria sobre o mundo.

Um conto popular gaélico fala sobre viajantes que chegam a uma ilha misteriosa na qual encontram apetitosas maçãs.
Após mordê-las, chifres crescem em suas testas e eles passam a compreender muitas coisas que acontecem ao redor do mundo.

Uma lenda escocesa afirma que tais chifres apareciam na cabeça dos melhores guerreiros quando eles se preparavam para o combate há muito tempo, ainda na “infância” da humanidade.

copiado de http://www.mitologiacelta.templodeapolo.net/

O Deus Cornífero ou Cernunnos é o Deus fálico da fertilidade.
Geralmente é representado como um homem de barba com casco e chifres de bode.
Ele é o guardião das entradas e do circulo mágico que é traçado para o ritual começar.
É o Deus pagão dos bosques, o rei do carvalho e senhor das matas.
É o Deus que morre e sempre renasce.
Seus ciclos de morte e vida representam nossa própria existência.

Ele nasce da Deusa, como seu complemento e carrega os atributos da fertilidade, alegria, coragem e otimismo.
Ele é a força do Sol e da mesma forma , nasce e morre todos os dias, ensinando aos homens os segredos da morte e da renascimento.

Segundo os Mitos pagãos o Deus nasce da Deusa, cresce e se apaixona por Ela.
Ao fazerem amor a Deusa engravida e quando chega o meio do Outono o Deus Cornífero morre e renasce no Solstício de Inverno quando a Deusa dá a luz.

Este Mito contém em si os próprios ciclos da natureza onde no Verão o Deus é tido como forte e vigoroso, no Outono ele envelhece e morre e no Inverno renasce para ser um jovem novamente na Primavera, amante da Deusa no meio da primavera, viril e forte no Verão, provedor de todos os frutos e caças no Outono (já na maturidade) para definhar e morrer.


copiado de http://www.emporiowicca.com.br


 Cernunnos da Blessed possui 20 cms de altura

Compre o seu Deus Cernunnos!!!
Enviamos para todo o Brasil!
entre em contato pelo e-mail: 
mirhyamcanto@uol.com.br e peça o seu!!!
Poderá ser paga por depósito bancário antecipado
(dados da c/c estão ao lado esquerdo do blog)
Valor R$20,00+ frete
ou 
através do PagSeguro (R$22,00)

   









dia 14 de junho - dia das Musas!!!

terça-feira, 7 de junho de 2011

Deusa Juno (romana)

Deusa JUNO - (Hera - Grego)

Rainha dos Deuses. 
Esposa e irmã de Júpiter, irmã de Netuno e Plutão, filha de Saturno, 
mãe de Juventas, Marte e Vulcano.  
Protetora do Estado romano.

Ela era a guardiã das finanças do Império e considerada a Deusa matrona de toda Roma.
Matronalia, seu grande festival é em 01 e 02 de março.
Seu outro festival, em que ocorre em 07 e 08de julho, foi chamado Nonae Caprotinae
O mês de junho teve seu nome em reverência a ela.
Deusa JUno (Hera) da Blessed
Os antigos romanos adoravam a deusa Juno.
Com seu consorte, o deus Júpiter, Juno regia sobre todos os aspectos da vida romana.
Além de ser chamada Grande Mãe, ela também é invocada como "Optima Maxima", que significa melhor e maior das Deusas.
Juno protege as mulheres a partir do momento em que nascem até que passem através do véu da morte.
Como a padroeira do casamento, Juno restaura a paz entre os casais.
Juno pode ser invocada em qualquer ritual destinado a restaurar um sentimento de auto-estima em mulheres que foram abusadas de alguma forma.
Clame por ela quando precisar que as mulheres  sejam dignas das mais elevadas formas de respeito.

Como uma das representantes romanas da Deusa Tríplice, Juno representa a Mãe, a Lua Cheia.
 
Juno é adorada como o doadora da luz na noite de lua cheia.
Redonda e cheia como útero de uma mulher grávida, as mulheres romanas pensavam que ter filhos era maior preocupação da Deusa.
Assim, todas as crianças recém-nascidas eram abençoadas e protegidas por Juno.
Os símbolos sagrados de Juno foram o pavão e claro, o lírio, ou lótus, símbolo Yonico universal.
 Com o seu lírio sagrado, Juno concebeu o deus Marte, sem qualquer assistência de seu consorte, Júpiter, assim ela se tornou a Virgem Juno.
dia primeiro de março, as matronas de Roma, realizavam um festival especial chamado Matronalia Juno para elogiar e agradecer-lhe a sua ajuda.
Durante este festival pediram a Deusa para abençoar seu casamento e ajudá-las a dar à luz bebês felizes.

Pais: Cronos e Réia
Símbolos: Pavão, Vaca
Dia da semana: Quinta-feira
Deusa Associada:  Hera (grega)

Planeta: Jupiter

Signo: Sagitário
Cor: azul escuro,  roxo real
Elementos: Ar, Fogo
Fases da Lua: A lua cheia; fase mãe
Plantas: anis verde, bálsamo, betônica, borragem, trevo, bagas de zimbro, hissopo leão, tília, hortelã, visco, noz moscada, sálvia
Incenso: Cedro, noz-moscada
Gemas: Ametista, crisolita, safira ou turquesa
Animal: Unicórnio                                     
                                                                                    



A família de Hera (grega)

 

Hera nasceu dos Titãs Cronos e Réia e foi uma das três irmãs de Zeus e mais tarde se tornou sua esposa também.
O casamento real de Zeus e Hera foi celebrado com esplendor excepcional e o casal deu à luz a quatro filhos; Eilithyia , a deusa protetora dos partos,Ares , o deus Olimpico da guerra,Hebe , a deusa da juventude e Hefesto , o olímpico deus da metalurgia. Segundo algumas crenças, Hefesto nasceu sem a intervenção de Zeus.

Aparência e símbolos sagrados

Hera era uma bela mulher madura, ..., , com grandes olhos. Usava uma coroa adornando sua cabeça, roupas elegantes tecidas por Atena. Hera gostava de usar jóias.

Símbolo relacionados à Hera: a romã, um símbolo de fertilidade, 
Animal sagrado: o pavão.


Hera ensina lições de dignidade, amizade, e confiança
No panteão olímpico da clássica mitologia grega, Hera foi a irmã mais velha e esposa de Zeus.
Sua principal função era a deusa das mulheres e do casamento.
Na mitologia romana, Juno era a personagem equivalente mítico.
A vaca, e mais tarde, o pavão eram sagrados para ela.
Hera nasceu de Cronos e Réia, mas foi engolida por seu pai após o nascimento devido a uma profecia de que um de seus filhos iria assumir o trono.
Zeus não foi engolido por um plano de Rea e Gaia.
Réia embrulhou uma pedra com roupas de bebê e deu para Cronos.
Zeus, por sua vez, foi transferido para uma caverna na ilha de Creta.
Rhea deu mais tarde Cronus uma erva que, segundo ela, poderia torná-lo completamente invencível, mas na verdade o fez regurgitar os outros cinco filhos olímpicos: Héstia, Deméter, Hera, Hades e Poseidon, bem como a pedra previamente ingerida.
Quando Zeus cresceu, ele foi banido por Cronus para o Tártaro, o mais profundo abismo do inferno, porque os Titãs eram imortais e não podiam ser mortos.
Retratada como majestosa e solene, geralmente entronizada e coroada, Hera pode ostentar uma romã na mão, símbolo do sangue fértil e morte e um substituto para a cápsula de entorpecentes da papoula do ópio.
Hera era conhecida por sua natureza ciumenta e vingativa, principalmente contra as amantes de Zeus e seus filhos, mas também contra os mortais que cruzassem seu caminho, como Pélias.
Paris a ofendeu escolhendo Afrodite como a deusa mais bela, ganhando o ódio de Hera.

From Wikipedia, the free encyclopedia Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre 


Deusa Hera (ou JUNO)  Símbolos e objetos sagrados



Símbolos da Deusa, individualizado para cada deusa, foram incorporados ao culto das deusas antigas, muitas vezes eram usados como jóias, e também usados na decoração do lar como talismãs para buscar as deusas presentes especiais, bênçãos e proteção.
Um grande número de símbolos da deusa ter sobrevivido em obras de estatuária e outras formas de arte.

Muitos dos símbolos da deusa vêm das lendas em torno de uma deusa específica e foram "personagens" em sua história.
Outros símbolos da deusa foram obtidos a partir dos rituais utilizados nos antigos ritos de culto dessas deusas pagãs.

Hera (também conhecida como a deusa romana Juno) é freqüentemente representada por símbolos associados a sua realeza, e tambem pelo comportamento generoso.
Não é de estranhar que muitos dos nossos ícones que representam o amor e o casamento são derivados dos símbolos da antiga deusa Hera.

  S
ímbolos da deusa Hera
 
Geral: Via Láctea (nossa galáxia), as estações do ano, diadema (coroa de diamantes) ou tiara, spas e banheiras
Animais: Pavão, boi, águia, caranguejos, caramujos e outras criaturas com conchas
Plantas: lírio, papoula, stephanotis, cipreste, coco, íris, rosa branca, lírio aquático e todas as flores brancas.
Perfumes: rosa, íris, mirra, almíscar, jasmim, patchouli e stephanotis
Gemas e Metais: prata, pérolas, granada, turquesa, citrino, âmbar, diamante, platina, e estrela de safira
Cores: branco, azul royal, roxo, rosa, verde escuro, prata e cinza


Hera, deusa grega do Amor e Casamento

Hera, a deusa grega chamada de Rainha do Céu, foi uma poderosa rainha em seu próprio direito, muito antes de seu casamento com Zeus, o poderoso rei dos deuses do Olimpo.

A deusa Hera dominava os céus e a terra, era responsável por cada aspecto da existência, incluindo as estações e o clima.
Honrando sua grande capacidade de nutrir o mundo, seu próprio nome é traduzido como a "Grande Senhora".

Nossa palavra galáxia vem do grego gala significa "leite da mãe". . .

Diz a lenda que a Via Láctea se formou a partir do leite jorrando dos seios da deusa grega Hera, Rainha dos Céus.

Onde as gotas caíram sobre a terra, os campos de lírios apareceram.
Ela também era adorada como a deusa romana Juno, e o mês de Junho (que é o mês mais popular para casamentos) é nomeado em sua honra.




Compre a sua Deusa !!!
Enviamos para todo o Brasil!
entre em contato pelo e-mail: 
mirhyamcanto@uol.com.br e peça a sua!!!
Poderá ser paga por depósito bancário antecipado
(dados da c/c estão ao lado esquerdo do blog)
Valor R$25,00+frete
ou 
através do PagSeguro (R$28,00)











07 de junho - Agenda Mágica





Compre a sua Agenda Mágica Permanente!!!
Enviamos para todo o Brasil!
entre em contato pelo e-mail: 
mirhyamcanto@uol.com.br e peça a sua!!! 

Para retirada no Espaço d'Luz e Paz (agende horário pelo telefone: (11)2296-9255):
R$ 21,00 (sem a Ecobag) 
e R$ 27,00 (com a Ecobag)
Para envio: 
Poderá ser paga por depósito bancário antecipado(dados da c/c estão ao lado esquerdo do blog)  
informações trocadas via e-mail: mirhyamcanto@uol.com.br
Valor R$24,00 somente a agenda
 Valor R$28,00 com a ecobag Blessed
(envio já incluído) !!!

Doando as unidades que ainda possuo! - Ana Maria Braga mostra a que ela possui!!

pesquise aqui os assuntos que procura!!!

Quem sou eu

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...