domingo, 10 de julho de 2011

A tartaruga e o tempo

Há tanta coisa para aprender e recordar observando os animais e como eles se mantêm ritmo da natureza. E a humilde tartaruga é um exemplo perfeito.
A Tartaruga simboliza o ser conectado tanto com a terra como com o céu.
A Tartaruga nos ensina a ter o nosso coração dedicado à Mãe-Terra, mover-se lentamente e com intenção.
A cura quue provem da Tartaruga nos ensina sobre a graça e perseverança.



Podemos medir o tempo através de seu casco.

Os nativos americanos usaram os cascos da tartaruga como seus calendários seguindo ao sistema de 13 Luas.
O número de segmentos na camada externa de uma tartaruga é de 28, representando o número de dias de lunação.
Há 13 segmentos na parte interna da concha de uma tartaruga que representam cada uma das 13 luas em um ciclo de 1 ano lunar.

Durante o curso de um ano, realmente existem 13 ciclos da lua, cada um durando cerca de 28 dias.

No atual sistema de medição de tempo (o calendário gregoriano) ignora-se esse fato óbvio e arbitrariamente se usa um sistema com 12 meses de comprimentos variados.
Mesmo os nomes usados ​​para os meses do calendário gregoriano são uma mistura de nomes de deuses e deusas, governantes antigos (por exemplo, Júlio César, Augusto) e números incongruentes.
Considerar que o décimo mês do calendário gregoriano, outubro, significa 8 !!??

As fases da lua são variadas em cada mês, e variam de ano para ano, quando usamos o calendário gregoriano.

No entanto, no sistema de 13 luas, a cada lua é igual em comprimento, as fases da lua seguem um padrão e possuem um calendário perpétuo.

Por várias maneiras,  no esforço para ser eficiente e competitivo, nos distanciamos do que é natural
Mas também temos, em contra-partida, todas as oportunidades de nos alinharmos com a natureza, tomando decisões conscientes sobre o modo como vivemos nossas vidas, de forma que ela nos leve mais perto da harmonia interior e  da paz mundial.

O sistema do calendário  das13 luas nos fala sobre cooperarmos e honrarmos a ordem natural do Universo.

Através do calendário interativo monitoramos o tempo que nosso belo planeta leva para viajar ao redor do Sol.

Honrando tanto o ritmo natural e universal, podemos conectar-nos mais intimamente com a natureza.
Quando a harmonia na natureza é reconhecida e honrada começamos a vê-la refletida mais e mais em cada aspecto de nossas vidas..

Aqui está uma pequena história para compartilhar com seus filhos para ajudá-los a começar a entender porque o ritmo natural que se segue é útil e compartilhar o que tartaruga ensina a todos nós!
Há muito tempo, os humanos viviam em completa harmonia com a natureza.
Eles seguiram os ritmos da natureza para a sobrevivência, mas também porque sentiam-se bem.
Quando o vento frio soprava do Norte, eles sabiam que era hora de mudar para ambientes mais protegidos para suportar o inverno que se aproximava.
Eles sabiam quando e onde encontrar comida abundante quando o verão estava no seu auge, e eles sabiam que nunca deveriam tomar da mãe-natureza mais do que era necessário para que dessa forma sempre haveria abundância.
Mas com o tempo, os seres humanos, sendo criaturas adaptáveis ​​e inteligentes, descobriram maneiras de serem menos dependentes da natureza.
A maioria destes métodos criou um monte de desarmonias com a natureza que abusavam e retinham recursos da Mãe Terra.
E a maioria destes métodos não considerava o impacto que essas ações teriam sobre os filhos de seus filhos.

Uma menina sábia, de nome Kaya, percebendo que uma grande separação estava ocorrendo entre seu povo e a Mãe Terra, ficou muito perturbada.
Um dia ela estava andando pelo margem do rio , onde muitas vezes foi assistir ao pôr do sol, quando ela viu uma grande águia empoleirada em uma árvore em cima dela.
Ela se lembrou de sua avó dizendo-lhe que a águia é o mensageiro do Grande Tudo.
Então ela disse para a águia,
"Você poderia por favor levar uma oração ao Grande Tudo para mim?"
A águia concordou.
"Por favor, peça ao Grande Tudo para ajudar o meu povo a se tornar mais harmonioso com a Mãe Terra novamente."
E a águia voou uma vez levando a oração sincera para os céus.

Quando a águia chegou aos céus e anunciou a oração de Kaya, o Grande Tudo – por ser compassivo e amoroso - respondeu ao mesmo tempo a oração da garota sábia.
o Grande Tudo sabia que havia uma criatura na Terra que era a perfeita para o trabalho de ajudar a harmonizar as criaturas de 2 pernas com a Terra e toda a sua criação.
Esta criatura (a tartaruga) andou com seu coração para a terra cheia de graça e perseverança.

No caminho de volta para sua aldeia, Kaya tropeçou no que parecia uma pedra.
Mas quando ela olhou para baixo, ela percebeu que era realmente o casco de uma tartaruga.
A águia que ela conheceu no início do dia voou e pousou em cima.
Kaya olhou com muito cuidado para a casca e percebeu algo que ela nunca tinha notado antes na muitas vezes ela em que assistiu as tartarugas nas margens do rio. Seu  casco tinha 13 segmentos maiores no meio cercado por 28 segmentos menores.

A Avó de Kaya frequentemente lhe lembrava para contar os dias entre as luas novas, como forma de permanecer no ritmo com a natureza.

Vinte e oito dias passavam-se ​​entre as luas assim como o número de segmentos na parte externa do casco.
Ela também lembrou que houve 13 novas luas em cada grande ciclo das estações do ano como havia 13 grandes segmentos na parte central do casco.
Ela deu graças ao Grande Tudo por responder a sua oração e lembrando-lhe dos ensinamentos de sua avó sábia.
E ela deu graças à tartaruga por fornecer uma maneira dela contar os dias entre as luas para que ela pudesse ensinar as pessoas a perceber os ritmos naturais da natureza novamente.

Nos dias atuais, a tartaruga continua a ser uma grande professora do viver em harmonia e com graça.
A tartaruga nos ensina a desacelerar e perceber os padrões da natureza, porque o maior, o mais forte e o mais rápido nem sempre são as melhores maneiras.
E acima de tudo, a tartaruga nos lembra de mantermos o nosso coração conectado com a Mãe-Terra para que possamos perceber os ritmos naturais deste lindo planeta em que vivemos.

texto copiado de Elizabeth Sterling is a mom, writer, photographer, and peacewalker. She the author of the blog so wabi sabi (http://www.sowabisabi.com)

traduzido por Mirhyam

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Doando as unidades que ainda possuo! - Ana Maria Braga mostra a que ela possui!!

pesquise aqui os assuntos que procura!!!

Quem sou eu

Minha foto

Sou alguém que se encanta pela vida no dia a dia, descobrindo sempre novas formas de agir, se melhorando e tentando melhorar o seu redor. Acreditando que a Luz está dentro de cada um e que ela deve iluminar sempre a caminhada. Tenho como intenção: fazer amigos, aperfeiçoar a vida, dedicar-me às boas obras, promover a verdade e reconhecer nos semelhantes meus irmãos de caminhada. Descobrindo sempre mais e mais de vários mundos: Mundos terapêuticos, ideais, sustentáveis, mágicos, de Paz...